Church Activities

Quem Somos?

I - Génese


O Movimento das Assembleias de Deus iniciou- se no ano de 1913 com a chegada a Portugal do missionário José Plácido da Costa, cidadão português emigrado no Brasil, país onde aceitou a mensagem pentecostal após contacto com os primeiros missionários pentecostais aí chegados, os cidadãos suecos Daniel Berg e Gunar Vingren, com os quais passou a trabalhar de forma intensa na divulgação do evangelho.

Decorria o ano de 1921 quando o trabalho evangélico de matriz pentecostal começou a tornar-se visível e a estabelecer-se sólida e definitivamente em Portugal por acção do missionário José de Matos Caravela, também ele cidadão português emigrado no Brasil e que regressou ao seu pais de origem, precisamente nesse ano de 1921.

Em resultado da acção missionária de José de Matos, a primeira igreja Assembleia de Deus foi fundada na cidade de Portimão, em 1924. Mais tarde, esse valoroso servo de Deus iniciou outras igrejas fora do Algarve, como as de Santarém e Alcanhões.

II- Desenvolvimento

A partir desse ano, estabeleceram-se igrejas Assembleia de Deus em várias cidades de Portugal com a ajuda de missionários suecos e com o trabalho esforçado de obreiros portugueses, que Deus entretanto levantara, os quais entregaram as suas vidas à causa da obra de Deus e contribuíram decisivamente para o seu crescimento.

>Em resultado do envolvimento desses homens de Deus, portadores da mensagem pentecostal, foi fundada a Assembleia de Deus do Porto, em 1930, com a intervenção do missionário sueco Daniel Berg, a Assembleia de Deus de Évora, em 1932, através da acção da evangelista Isabel Guerreiro e a Assembleia de Deus de Lisboa, em 1934, com a ajuda do missionário Jack Hardstedt. Além dessas igrejas, em muitos outros pontos de Portugal - em diferentes distritos e cidades, de norte a sul do país - foram surgindo igrejas pentecostais Assembleias de Deus.

Além dos referidos missionários e iniciadores da obra de Deus em Portugal no início do século XX, foram pioneiros e distintos servos de Deus O Movimento Pentecostal foi crescendo ao longo dos anos e agregou cerca de 200 obreiros, dedicados exclusivamente à obra de Deus sob a denominação Assembleia de Deus e integrados na Convenção, para além, naturalmente, das centenas de presbíteros, diáconos, outros cooperadores na divulgação do evangelho e professores da Escola Dominical, envolvidos na acção do Movimento em cerca de 500 lugares de culto pentecostal, espalhados por praticamente todo o país, com assistência semanal de, aproximadamente, de 35 a 40 mil pessoas.

III- Missão

No desenvolvimento da sua acção missionária o Movimento deu especial atenção ao trabalho nos territórios ultramarinos (Angola, Guiné, S. Tomé e Príncipe, Moçambique, Timor, por exemplo), nos quais, após se tornarem países independentes, se mantiveram e floresceram igrejas Assembleia de Deus com as quais mantém fortes relações de fraternidade cristã, que se traduzem em apoios distintos: preparação de obreiros, apoio a missionários nos respectivos países, visitas de ensino, envio de géneros alimentícios, vestuário, medicamentos e outros.

Da mesma maneira, também entre os emigrantes portugueses espalhados pelo Mundo (França, Inglaterra, Alemanha, EUA, Canadá, Austrália, etc.) existem várias igrejas cujo trabalho é muito respeitado nas respectivas sociedades locais.

IV - Trabalho Social

Dentro do Movimento foram criados orfanatos, lares da terceira idade, cafés convívio para atendimento aos toxicodependentes e seus familiares, associações várias que visam a acção social em concreto quer em relação aos membros das Igrejas quer aos cidadãos em geral.

Em particular no que concerne à toxicodependência, não tendo Portugal escapado a essa praga do século vinte a Convenção das Assembleias de Deus em Portugal convidou, no Verão de 1977, o irmão Howard Foltz, que desempenhava, à época, as funções de director do Desafio Jovem (Teen Challenge) para a Europa, para fazer uma explanação do trabalho que tivera a sua origem na acção do Reverendo David Wilkerson, nos Estados Unidos da América, em 1959.

V- Ensino Bíblico

A primeira Escola Bíblica do Movimento Pentecostal teve lugar na cidade de Lisboa, em 1942. Para a frequentar, de vários pontos do país vieram jovens, professores das Escolas Dominicais, evangelistas e Obreiros consagrados à Obra de Deus. Essa Escola Bíblica foi dirigida pelo missionário sueco Tage Stählberg.

Ainda no campo do ensino bíblico, no dia 13 de Janeiro de 1966 foi criado o Instituto Bíblico Nacional, que visava a preparação de obreiros para servirem as igrejas e atenderem às necessidades da evangelização.

Decorridos vários anos, mais exactamente em 1972, a Convenção das Assembleias de Deus em Portugal convidou o pastor Samuel Johnson, obreiro das Assembleias de Deus dos Estados Unidos da América, para constituir e dirigir um novo Instituto Bíblico, o qual passou a funcionar nas suas novas instalações em Fanhões, concelho de Loures, nos arredores da cidade de Lisboa, tendo a respectiva inauguração ocorrido em Outubro de 1975.

Em Janeiro de 1989, foi criada a Escola Bíblica Nacional, a qual se denomina, actualmente, Instituto Bíblico da Convenção das Assembleias de Deus em Portugal, com o mesmo objectivo fixado em 1966 - preparar obreiros para responderem às necessidades da Obra de Deus quanto à evangelização e ao ensino da Palavra de Deus.

O Instituto Bíblico da CADP - IBAD - é uma associação de natureza civil, juridicamente personalizada desde 14 de Abril de 1999, vocacionada para o ensino, com instalações na Foz do Arelho, Caldas da Rainha, onde presentemente estudam 28 alunos procedentes de Portugal, Angola, Moçambique e Guiné-Bissau.

VI- ASSEMBLEIA DE DEUS DE SANTARÉM

A cidade de Santarém foi uma das primeiras cidades em Portugal a ser Alcançada com a mensagem Pentecostal, sendo implantado o trabalho das Assembleias de Deus no ano de 1939. Actualmente a Assembleia de Deus em Santarém, tem o seu Templo sede na Rua 31 de Janeiro nº 32 e tem desenvolvido o seu trabalho numa vasta área do Ribatejo tendo sob sua responsabilidade as seguintes igrejas nas seguintes localidades: Pontével, Cartaxo, Jardim de Cima, Alcanhões, Sobral, Abitureiras, Pernes, Alcanena e Mira De Aire. Podemos dizer Ebenezer até aqui nos ajudou o Senhor, porque a nossa fé teve inicio à mais de 2000 anos atrás, quando Jesus Cristo o Filho de Deus, veio a este mundo, morrer pelos nossos pecados e ao 3º dia ressuscitou, fundando assim não uma religião mas sim uma Igreja que é o seu corpo, tornado-nos membros nesse corpo, afim de termos um relacionamento pessoal com ELE e uns com os outros.